Você já ouviu falar do orgasmo cerebral e do áudio binaural?

Nesta semana, assisti um vídeo do Andre Pilli no qual ele falava à respeito do áudio binaural e comentava sobre o futuro do audiovisual. Já conhecia esta tecnologia à um certo tempo através de um segmento totalmente diferente do que estamos acostumados a assistir no YouTube, o ASMR.
Mas vamos lá, pra você que não sabe a tecnologia de áudio binaural é uma técnica de gravação e reprodução sonora no qual através da filtragem de frequências é possível ter um sensação da direção do som emitido. Basicamente é como se você estivesse no mesmo ambiente de gravação daquele áudio e através do som binaural, pode ter uma noção de amplitude, direção e profundidade em 360º.
É uma técnica bastante interessante, pois com apenas dois microfones já é possível criar esta imersão, contudo, ainda pouco divulgada e utilizada em áreas não convencionais. Se você é fã de Pink Floyd, o álbum The Final Cut é um grande exemplo disso, logo no primeiro som, da primeira faixa é possível ouvir o áudio binaural e na música “Get Your Filthy Hands Off My Desert” isso fica ainda mais intenso.
Existe ainda uma técnica de relaxamento chamada ASMR – conhecida popularmente como orgasmo cerebral – mas antes de falar sobre isso, asssita ao vídeo abaixo.
Obs: utilize fones de ouvido, relaxe e não se espante caso sinta certos arrepios.

Parece bem estranho né? O que acontece é que os sussurros e estímulos sonoros acessam certo nível do subconsciente humano ocorrendo a liberação de endorfina e causando o relaxamento. Porém, nem todas as pessoas são sensíveis à esse tipo de estimulo (comente abaixo o que você sentiu). E acredite, existem diversos canais e um publico consumidor deste gênero no YouTube, o vídeo acima tem mais de 17 milhões de visualizações.
Voltando para o lado audiovisual da coisa, concordo no fato de que o binaural sem dúvidas levaria a imersão de suas produções à um outro nível, principalmente se você deseja mostrar algo para seu público e fazê-los se sentirem dentro da cena. E diferentemente de vídeos em 360º, considero o binaural mais acessível de ser consumido, pois tudo que o espectador precisa são de fones de ouvido e a mágica acontece.

Modelo usado para gravações binaurais (Fonte da imagem: Wikipedia)

Modelo usado para gravações binaurais (Fonte da imagem: Wikipedia)

Hoje existem diversas empresas e produtos dedicadas à esta tecnologia, porém, não há muita dificuldade em gravar. Tudo que você precisa são de dois microfones de qualidade, mas vale ressaltar que existem produtos especializados nisso como o CS-10EM da Roland ou os produtos da 3Dio.
E você, o que achou do áudio binaural? Acha que essa pode ser a proxima tendência do mercado audiovisual?

Comentários

Comentários

Allan Portes
Allan Portes

Estudante de Engenharia da Computação, designer há mais de 9 anos e criador do canal/website Pixel Tutoriais.

', 'auto'); ga('send', 'pageview'); }